sábado, 4 de maio de 2013

Viagens com a equipe



Para o trabalho do Psicólogo do Esporte ser bem desenvolvido, esse profissional deve estar totalmente inserido no grupo (atletas e comissão técnica) em todas as etapas vividas pela categoria (pré-temporada, temporada e pós-temporada). 

Maria Helena durante a Pré-temporada 2013, em Pinheiral -RJ
 Porém, algo pouco comum é o psicólogo participar de viagens. Tanto na equipe profissional quanto na base, é muito difícil isso acontecer, principalmente quando se trata de uma psicóloga. Portanto, ao aparecer a oportunidade, ela deve ser agarrada. Viajar com a equipe não envolve glamour ou passeio. É trabalho. Trabalho direto. Na pré-temporada da equipe profissional, por exemplo, a psicóloga Maria Helena realiza todas as testagens e anamneses, assim como dá inicio às atividades de grupo. Nos últimos anos ela sempre esteve inteiramente envolvida nesse processo, viajando com toda equipe para o local de pré-temporada. Inclusive, nessa próxima semana, ela estará acompanhando a equipe em uma viagem para Juiz de Fora, onde o clube realizará sua intertemporada.

 Amanda junto à equipe Juvenil durante a Copa Rio de 2013
Como o trabalho do Serviço de Psicologia do Vasco é contínuo e gradativo, a preparação não é especificamente para uma competição. Trabalhamos com o atleta para que ele esteja bem preparado para qualquer eventualidade, o tempo todo. Sendo assim, nas viagens, a rotina e as atividades realizadas com os atletas não são muito alteradas. Geralmente é algo mais lúdico, uma dinâmica para aliviar tensão, um exercício de visualização, relaxamento e respiração. Obviamente o contato é maior. Olha-se diretamente nos olhos de cada um da delegação e isso faz com que o vinculo só aumente.
Viajar com a equipe é uma sensação indescritível. Aceito por todos os atletas e, muitas vezes, a pedido dos mesmos, é um momento onde o psicólogo pode, além de estreitar o vinculo com cada um, trabalhar demandas já percebidas ou não anteriormente. Essa vivência direta com todos durante grande parte do dia permite um conhecimento ainda maior acerca de cada atleta. Além do mais, o número reduzido de jogadores presentes nas viagens acaba por facilitar a percepção e o manejo do grupo durante as atividades realizadas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário